Maio 18 2011

 

Sim, sei que ainda sou “nova”, mas quando damos por isso, os filhos crescem, os pais partem e nós envelhecemos..

 

Tenho saudades do tempo,

Em que não tinha preocupações,

Em que tinha colo,

Em que não tinha desilusões.

 

Tenho saudades de ser pequena,

O meu pai sempre acompanhar,

Fosse á bola, ou à praia,

Fosse ir com ele a caçar…

 

Tenho saudades de ouvir,

A minha mãe a repreender-me

Cada vez que chegava tarde,

Só queria proteger-me

 

Mas os anos passaram,

Da noite para o dia,

Tornar-me mulher,

Foi uma alegria..

 

Sem dar por isso,

Acabo por de casa sair

Abandono os meus pais

E noutra casa vou dormir..

 

Acaba-se o aconchego,

O carinho dos pais e o lar,

Surgem responsabilidades,

Do acordar ao deitar..

 

O desejo de ser mãe

De mim se apoderou,

E quando dou por mim

Mais de um ano já passou.

 

De neta deixei de ser,

Os meus avós acabei por perder,

De filha, tornei-me mãe

É triste envelhecer…

 

Os anos passam,

Os nosso pais a envelhecer,

Sabemos todos infelizmente,

Que não tarda os iremos perder.

 

É triste saber e pensar,

Que muita coisa fica por fazer,

Muita coisa por dizer e dar..

Antes da hora de morrer…

 

Porque esta passagem é curta,

Sem sentido para mim,

Para quê viver?

Se vem ai o nosso fim…

 

As rugas não me assustam,

Mas sim saber que vou deixar,

Esta filha que amo,

Vou ter de abandonar..

 

Mas esta é a lei da vida,

Muitos tentam não pensar,

Eu penso e sofro com isso,

Pois não consigo aceitar!

 

 

publicado por Cuscaki às 23:57

Maio 18 2011

 

Quanto mais conheço certas "pessoas", cada vez gosto mais de animais! Sem ofensa para eles ( animais )..

publicado por Cuscaki às 23:13

mais sobre mim
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO